sábado, 7 de outubro de 2017

FARRA DAS DIÁRIAS: ENQUANTO O EXECUTIVO ESBANJA, O SERVIDOR PAGA A CONTA.

Enquanto a administração do prefeito Glairton Cunha apela para o marketing de todas as formas, o servidor público de Jaguaretama segue pagando a conta.
Logo de início o prefeito descumpriu solenemente a Lei e os compromissos firmados com os servidores em cumprir os ditames da Lei Municipal nº 923/2015 (PCCV-Saúde).
Seguiu-se então com o envio de um Projeto de Emendas à Lei Municipal nº 923/2015 retirando as categorias de motorista, auxiliar de serviços gerais, digitador, agente/auxiliar administrativo e vigia do escopo do PCCV-Saúde, à revelia da Constituição Federal e sob a alegação de economia e de que futuramente farão um Plano de Carreiras para estas categorias englobando todas as secretarias.
Posteriormente, reduziu valores de diárias e plantões noturnos sem nenhuma justificativa cabível.
Recentemente, sob a justificativa de recuperar a adimplência do município (renegociar débitos pendentes com INSS e outros), baixou Decreto reduzindo em 50% a gratificação do PMAQ dos profissionais do PSF e em 10% a base salarial do cargos comissionados e contratos de serviços, além de proibição de pagamento de Adicional de Férias até dezembro deste ano.
Mas o mais curioso no meio de tudo isso, é que na base do Executivo NÃO HÁ QUALQUER CORTE DE DESPESAS!
SÓ EM DIÁRIAS PARA VIAGENS, até o mês de julho deste ano, segundo o Portal da Transparência o Poder Executivo gastou a bagatela de R$ 62.400,00. Isso mesmo, pasmem, sessenta e dois mil e quatrocentos reais, assim distribuídos: Prefeito: R$ 7.560,00; Sec. da Educação: R$ 3.150,00; Sec. da Saúde: R$ 2.400,00; Sec. da Ação Social: R$ 2.550,00; entre outros).
Para se ter uma ideia melhor, durante os 12 meses de 2016, a administração anterior gastou R$ 21.030,00 (Prefeita: R$ 4.590,00; Sec. da Educação: R$ 450,00; Sec. da Saúde R$ 2.850,00; Sec. da Ação Social: R$ 1.200,00; entre outros).
Explicando de outro modo, a administração Glairton Cunha em apenas 07 meses já gastou só em diárias, MAIS QUE O DOBRO do que a administração passada gastou em todo o ano de 2016.
Para se ter uma ideia mais clara ainda, nem a prefeita Íris Gadelha de Alto Santo que vem sendo muito criticada por seus munícipes por gastar muito com banalidades (apelidaram-na de "prefeita ostentação"), gastou menos em diárias nos primeiros 07 meses deste ano. Em Alto Santo foram R$ 33.850,00 (Prefeita: R$ 11.200,00, entre outros).
E aí? Até quando nós servidores continuaremos pagando uma conta que não é nossa e tendo nossos direitos cerceados pelo prefeito?




quarta-feira, 13 de setembro de 2017

MÊS DE SETEMBRO COMEÇA COM SESSÕES LEGISLATIVAS "PEGANDO FOGO" EM JAGUARETAMA

Em 04/09/2017, o ex-vereador, ex-secretário de educação e atualmente chefe de gabinete, Sr. Juraílson Brito veio ao Plenário da Câmara com um discurso tipo "levanta defunto".

A intenção era passar ao público a imagem de um "alimpamento" de ficha política. Vale lembrar que o ex-vereador foi condenado pelo colegiado do TCM por improbidade administrativa em decorrência de irregularidades na sua prestação de contas de gestão quando foi Secretário da Educação na gestão do ex-prefeito Bena e então, "ficha suja" devido a condenação, ficou inelegível por 08 anos. Ocorre que os 08 anos passaram e a sentença prescreveu, daí então, a intenção de um "alimpamento moral público" com o discurso.

Pois bem, foi uma seara de tragicomédia, de onde saíram pérolas como:

"Alzimar, assim como Jairo Júnior e Hélder tiveram contas desaprovadas mas são homens de bem."
"Nunca tentem cometer injustiça a alguém."
"O prefeito Glairton Cunha conhece a minha idoneidade e todos sabem que ele não precisa pastorar nem eu, nem minha esposa, nem Jairo Júnior sobre a possibilidade de nós fazermos algum ato desleal a ele." 
"Eu não lembro que de forma dolosa eu tenha feito mal a alguém de Jaguaretama."
"Não sei porque o vereador Geosanan tem essa indiferença comigo."

E logo após, a reação dos vereadores 'da situação' foi de causar enjôos estomacais no público. O vereador Toinho de Salomão afirmou:
"Admiro muito Juraílson, nunca vi ele com briga... tamo junto Juraílson."
Vereador Erivaldo Brito, irmão do atual chefe de gabinete esqueceu da condenação passada do irmão e tascou:
"Quando Juraílson era Secretário, Jaguaretama tinha educação."

Lamentável que tamanha limitação venha de representantes escolhidos pelo povo para fiscalizar o Poder Executivo e elaborar as Leis. Vereador Rodolfo Cunha, que desde o começo deste ano parece ter sido acometido de amnésia aguda, citou:
"Conheço Juraílson Brito como um homem digno e muito inteligente."

É incrível que o vereador Rodolfo conhecido por sempre baixar o nível do debate quando confrontado, tenha esquecido de todo o seu discurso pesado que proferiu por pelo menos 08 anos contra o próprio Juraílson Brito, sua esposa e o ex-prefeito Bena.
Uma total inversão de valores sobre o que o vereador afirmava com tanta firmeza há apenas alguns meses. Passada a nostalgia discursiva e a sessão lava-pés promovida pela bancada 'da situação', veio então a voz dos vereadores 'da oposição'. Vereador Rubens Pinheiro fez questão de esclarecer que Juraílson Brito esteve na situação de ficha suja não por causa do povo ou da Casa Legislativa, mas pelo julgamento imparcial do TCM.

Aí veio a vez do vereador Geosanan e logo que cara tratou de por os pingos nos "is" e evidenciar o total paradoxo que era o Sr. Juraílson Brito dado o seu passado de ficha suja e a sua vida pregressa sempre agarrada à política, "chegar à Casa Legislativa com uma sentença dizendo que na verdade ganhou a causa que na verdade está um homem limpo na justiça. Pra uma grande parte da sociedade de Jaguaretama, eu não vejo ainda que está. No sentimento das pessoas nas lembranças de um passado bem recente, não está." (PALAVRAS DELE).

Continuando sua linha de pensamento, Geosanan citou lembranças do início do ano, no período de diplomação ao cargo de vereador, o Exmo. Dr. Juiz de Direito da Comarca de Jaguaretama quando citou que 'o cidadão que se diz cidadão e que não pode receber votos não é cidadão, não é gente da sociedade, não é pessoa da sociedade'. E concluiu o raciocínio dizendo: "Vocês gravaram isso? Acho que muitas pessoas ouviram isso, as pessoas que não podem receber votos não são pessoas da sociedade" (PALAVRAS DELE). Continuando, falou que em muitas ocasiões de um passado recente de Jaguaretama alcançou pessoas chorando por causa de INJUSTIÇAS PRATICADA DE FORMA VOLUNTÁRIA PELO EX-VEREADOR JURAILSON BRITO.
Geosanan Leitão prosseguiu jogando literalmente por terra todo o discurso enfeitado do atual chefe de gabinete e dos vereadores 'da situação', relembrando situações ocorridas durante o período em que Juraílson Brito atual como vereador e assumiu a Presidência a Casa, elencando situações de dolo financeiro do mesmo sobre colegas vereadores como Zé Tarcisio, Walter Pinheiro de Souza e demais outros que inclusive precisaram recorrer à Justiça para receber os valores que lhes eram devidos. Citou ainda: "Quando o juiz intimou pedindo documentação desta casa, documentação que comprovasse o pagamento que ele tinha recebido e simplesmente se sumiu da casa e o juiz chamou de 'CASA DESORGANIZADA', esse é o 'bem' que o Jurailson praticou" (PALAVRAS DELE).

Contestando as afirmações do colega Erivaldo Brito sobre seu irmão Juraílson, Geosanan falou: "Quando o Ari Saldanha prefeito, secretário de educação Juraílson Brito... fez tudo que achava que competia a ele e à vontade, FOI PRECISO A PRIMEIRA DAMA, na época Ila, RETIRÁ-LO, AFASTÁ-LO DA SECRETARIA e ir pra dentro pra tomar de conta, todo mundo sabe disso. Foi o homem que derrubou colégios no município porque tinha um simples formigueiro no banheiro, esse é os benfeito do cidadão Juraílson Brito. E hoje vem aqui se defender e dizer que as palavras que eu falei é palavras inúteis, palavras que não podiam ser dita, mas a justiça impedia (ele) de ser candidato. Se hoje tem aqui uma sentença dizendo que ele ta legalmente, nós se baseamos toda vida na justiça dizendo que esse cidadão não podia ser candidato, ele e outros" (PALAVRAS DELE).

O chicoteamento continuou com Geosanan citando a destruição que o atual chefe de gabinete provocou no nome de muitas pessoas quando esteve no poder, pessoas as quais ele coordenava e dava suas ideias, pessoas que até hoje possuem o nome sujo por seguirem as orientações dele. Geosanan Leitão defendeu ainda a tese de que era uma contradição tremenda Juraílson após tais 'feitos' e tendo caído junto com sua esposa como fichas sujas e tornando-se ambos inelegíveis, ir atualmente à Câmara se defender. Continuou citando que o vereador Rodolfo Cunha embora hoje tenha mudado o discurso, antigamente cansou de dizer verdades sobre a pessoa de Juraílson ao afirmar que ele era 'um dos corruptos que Jaguaretama possuía'. 

Geosanan citou também que Dr. Jairo teve de agredir literalmente Juraílson Brito em uma ocasião no Cartório Eleitoral por conta dos seus malfeitos e indagou se o ex-prefeito Bena seria realmente o culpado de tantos débitos e rombos  quando assumiu o Executivo ou não seria malícia do Sr. Juraílson.

No fim, sobrou até para o atual prefeito Glairton Cunha quando  Geosanan citou o fato ocorrido por ocasião pleito eleitoral quando na casa do vereador Rodolfo reuniram-se com o prefeito e Geosanan indagou-lhe sobre sua intenção ou não de aliar-se a Bena, Juraílson e Luzia, ao que o prefeito respondeu que 'não, esse povo já está ultrapassado'. Hoje os fatos mostram claramente que o prefeito Glairton Cunha mudou o discurso e faltou com a verdade. 

Como podemos ver, é lastimável a situação de muitos dos edis legislativos do nosso município. De repente, como num passe de mágica, o discurso mudou completamente. na visão dos vereadores 'da situação' quem antes era corrupto, agora ficou 'bom'. Não obstante a isso, não parece haver comprometimento da bancada com o bem comum, todo o direcionamento parece estar apontado para os seus próprios interesses em conjunto com o prefeito e demais aliados.

Onde vamos parar?

terça-feira, 11 de julho de 2017

JAGUARETAMA: Foragido da justiça é preso após dar entrada em hospital vítima de lesão a faca

Luis Augusto dos Santos, 39 anos, buscou socorro no Hospital Maternidade Jesus, Maria e José, em Quixadá, na madrugada desta segunda-feira, 10, mas acabou saindo de lá preso pela Polícia Militar.
Ele se envolveu numa briga na cidade de Banabuiú e acabou lesionado a faca, o que o fez ser levado para receber socorro na maternidade.
Após receber o atendimento médico, porém, Augusto acabou preso. Contra ele havia em aberto um mandado de prisão da comarca de Jaguaretama. Motivo? Regressão de regime, isto é, o juiz havia determinado que o regime aberto não era mais a pena apropriada e que Augusto precisava retornar para o regime fechado. Isto acontece quando a justiça entende que o presidiário beneficiado pelo abrandamento da pena não a merece mais.
Ocorre que Augusto responde à justiça pelos crimes de roubo e estupro a vulnerável. Assim que receber alta ele irá direto para a delegacia de polícia civil, após o que deverá voltar para a cadeia.
O QUE É REGRESSÃO DE REGIME?
É a transferência do condenado de um regime prisional menos severo para um mais gravoso, em caso de sua não adaptação ao regime semi-aberto ou aberto, demonstrando a inexistência de sua reintegração social. A regressão do regime dá-se pela prática de fato definido como crime doloso ou falta grave; ou quando o réu sofrer condenação, por crime anterior, cuja pena, somada ao restante da pena em execução, torne incabível o regime.

JAGUARETAMA: Colisão entre carro e moto deixa dois jaguaretamenses mortos

Duas pessoas morreram em Banabuiú, neste sábado, 08, vítimas de uma colisão entre veículos.
De acordo com a Polícia Militar, o empresário identificado apenas pelas iniciais W.R.da S., de Piquet Carneiro, colidiu seu carro, uma Frontier de cor branca, de placa PJC-8188, com uma motocicleta que seguia na CE-153, já nas proximidades da localidade de Belo Monte, na Zona Rural de Jaguaretama.
As duas pessoas que estavam na motocicleta morreram na hora. Eram dois jovens de 19 anos, Victor Andre Cipriano Alisson Correria Bezerra, ambos naturais de Jaguaretama.
O empresário se apresentou na Delegacia de Polícia Civil de Quixadá, onde apresentou sua versão dos fatos. Ele fez o teste do bafômetro, com resultado negativo. A Polícia Forense esteve no local do acidente. Levantamentos inciais dão conta de que as vítimas estavam na contramão, não usavam capacetes e nem tinham CNH. Eles retornavam de uma festa em Banabuiú.
A PM não informou quais procedimentos foram adotados em relação ao empresário.

SALITRE: Jovem foi morto à facadas no pescoço e principal acusado já está preso.

Dez dias depois e um novo homicídio foi registrado na zona rural de Salitre. Por volta das 8 horas desta segunda-feira foi o achado o cadáver do agricultor Neudmar José Alencar, de 27 anos, que residia no Sítio Baixio do Mouco. O corpo foi encontrado na calçada do Bar do Jeferson que funciona naquela localidade e onde o rapaz estivera bebendo na noite anterior, sendo visto, pela última vez com vida, às 20h30min deste domingo. 

O mesmo apresentava duas perfurações à faca no pescoço e ninguém que esteve presente ao estabelecimento viu algum conflito envolvendo o jovem. Entretanto, policiais militares do Destacamento de Salitre levantaram informações e prenderam o principal suspeito o também agricultor Miguel dos Santos Salviano. Ele nega, mas os PMs encontraram com o acusado uma jaqueta e a sandália sujas de sangue. Miguel esteve bebendo com a vítima e foi autuado em flagrante na Delegacia de Campos Sales. 

Este foi o primeiro homicídio de julho em Salitre e o quarto de 2017 no município, onde quatro pessoas tombaram mortas no ano passado. O último deste ano tinha sido no dia 20 de junho com o achado do corpo do agricultor Francisco Janailton do Nascimento, de 27 anos, o “Jansilton do Quinco”, na estrada do Sítio Lagoa dos Crioulos onde morava. A cabeça foi decepada e, da mesma forma, a polícia prendeu o principal suspeito no caso Valdir Júnior Oliveira do Nascimento, de 25 anos. Ele estava com a bermuda suja de sangue e tinha bebido com a vítima na noite anterior.

Fonte: Banabuiú é Notícia

SENADOR POMPEU: Mais um homicídio e autoridades fingem que nada está ocorrendo

A vítima foi chamada para uma “corrida” e,
ao chegar no local foi executado com vários
disparos na cabeça, nas costas e no abdômen.
O silêncio do prefeito e dos vereadores do município de Senador Pompeu, está deixado a população revoltada. Diante do pior cenário de violência as autoridades públicas fingem que nada está mudando a rotina da população. O prefeito que é policial civil não tem tido força política para mobilizar uma megaoperação na cidade.
Nesta segunda-feira, 10, o mototaxista Wellington Silva, de 29 anos, foi executado a tiros em Senador Pompeu. Ele foi fretado para fazer uma corrida no bairro Vila Nova, mas tudo passava em uma grande armação, na verdade dois criminosos já lhe esperavam para efetuar o crime.
Wellington Silva sofreu vários disparos, na cabeça, costas e no abdômen, tomando ainda no local sem vida.
Nos últimos meses, todas as semanas vêm ocorrendo homicídios, furtos, assaltos, o que tem levado a população a sumir durante o período noturno.

Fonte:  Revista Central

QUIXERAMOBIM: Bandidos armados assaltam ótica no Centro de Quixeramobim

Do local foram subtraídos vários objetos, entre eles 06 relógios dourados.
Um assalto a uma ótica foi registrado no final da tarde desta segunda-feira (10) no Centro do município de Quixeramobim.
Segundo informações da Polícia Militar, por volta das 17 horas o Copom recebeu a informação que a ótica D’Castro, localizada na rua Abílio e Silva, Centro de Quixeramobim havia sido roubada. De imediato uma composição policial se dirigiu ao local do crime e la chegando os policiais foram informados pela vítima que dois indivíduos adentraram ao estabelecimento comercial, anunciaram o assalto e do local subtraíram 01 celular, 06 relógios dourados e a quantia de R$ 200 (duzentos reais) em espécie. A vítima informou ainda que após o crime, os assaltantes se evadiram em uma moto Honda 150cc de cor azul e adesivos pretos.
Diligências estão sendo feitas, porém até o momento ninguém foi preso.